Alimentação equilibrada contribui para a manutenção da saúde e deve ser praticada o ano todo.

Tempo de leitura:
em 18.12.19

Comente aqui
Não apenas no Natal e Réveillon, dieta equilibrada no ano todo é a melhor receita contra o câncer.
Não apenas no Natal e Réveillon, dieta equilibrada no ano todo é a melhor receita contra o câncer.
No Brasil, consumo regular de frutas e hortaliças, hábito que ajuda a prevenir tumores, é menor entre os homens. Dieta inadequada está diretamente relacionada com 20% dos casos de câncer em países em desenvolvimento, como o Brasil

Consumir frutas e hortaliças, evitar o consumo de alimentos processados e de bebidas alcoólicas, refrigerantes e outras bebidas açucaradas e adotar moderação como palavra-chave em relação à carne vermelha e alimentos calóricos e/ou gordurosos. Essa é a receita não somente para as celebrações de fim-de-ano, mas para todos os dias, auxiliando assim na prevenção do câncer.

A dieta equilibrada, que contempla o consumo regular de frutas e hortaliças, dentro de um contexto de estilo de vida saudável, é responsável por reduzir 35% das mortes por câncer no mundo, ressalta a Organização Mundial da Saúde (OMS)1.
No mundo, de acordo com o levantamento Globocan 2018, da Organização Mundial de Saúde (OMS), são registrados cerca de 18 milhões de novos casos de câncer por ano e 9,6 milhões de mortes2. No Brasil, em 2019, foram registrados cerca de 600 mil novos casos de câncer no Brasil, segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA)3.
HOMENS, FRUTAS, HORTALIÇAS E CÂNCER.
A OMS recomenda a ingestão diária de pelo menos 400 gramas de frutas e hortaliças, o que equivale, aproximadamente, ao consumo diário de cinco porções desses alimentos. Por sua vez, o desequilíbrio na dieta é uma realidade da maioria dos brasileiros, sendo um problema mais acentuado na população masculina. O relatório Vigitel Brasil 2018, do Ministério da Saúde, que avalia o impacto dos fatores de risco em doenças crônicas, como o câncer, aponta que a frequência de consumo regular de frutas e hortaliças foi de 33,9% entre os brasileiros de ambos os sexos, sendo menor entre homens (27,7%) do que entre mulheres (39,2%). O relatório mostra também que as mais baixas taxas de consumo são registradas entre os homens mais jovens e com menor escolaridade.

O maior reflexo desse comportamento se observa na próstata, que, no Brasil, excluindo os tumores malignos de pele não-melanoma, responde por 31% dos casos de câncer em homens. Segundo o INCA, em 2019, a estimativa foi de 68 mil novos casos de câncer de próstata no país4. No mundo, segundo o Globocan 2018, o câncer de próstata resulta em 1,2 milhão de novos casos anuais e 358 mil mortes anuais. A doença representa 7,1% dos casos e 3,8% das mortes por câncer5.

De acordo com o cirurgião oncológico, Gustavo Guimarães, que é diretor do Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica (IUCR) e coordenador geral dos Departamentos Cirúrgicos Oncológicos do grupo BP-A Beneficência Portuguesa de São Paulo, é importante também não acreditar que um único alimento é capaz, sozinho, de prevenir o câncer. Essa regra, segundo o especialista, vale até mesmo para o licopeno, que é um componente antioxidante, rico em alimentos como tomate e goiaba e que, comprovadamente, auxilia na prevenção do câncer de próstata.
“Não será somente comendo uma grande quantidade de tomate ou de outros alimentos ricos em licopeno que um homem evitará o câncer de próstata. Ele é apenas um elemento protetor a mais e deve estar inserido no contexto geral de uma dieta equilibrada”, explica Gustavo Guimarães.
A recomendação é que, além de adotar uma dieta rica em frutas e hortaliças, se inclua na alimentação os cereais integrais, grãos, fibras, leguminosas e que se opte por um consumo pobre em açucares, alimentos embutidos, ultra processados e gordura. Mais informações estão disponíveis em IUCR.

SOBRE O IUCR - O Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica Dr. Gustavo Guimarães – IUCR, criado em 2013, é especializado na prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação do paciente com câncer. A equipe médica é formada por profissionais altamente especializados em uro-oncologia, cirurgia oncológica e oncologia clínica, sob a liderança do cirurgião oncológico Dr. Gustavo Guimarães, que possui mais de 20 anos de atuação e dedicação à assistência do paciente, ao ensino e à pesquisa científica nessa área. Guimarães desenvolveu ampla experiência em tecnologias e procedimentos minimamente invasivos como cirurgia laparoscópica, ultrassom focalizado de alta intensidade-HIFU e cirurgia robótica, tendo desenvolvido um consistente Programa de Consultoria e Capacitação sobre Cirurgia Robótica para Instituições de saúde em todo o país, que engloba a implantação, o desenvolvimento das diversas técnicas cirúrgicas e a capacitação das equipes.
Referências bibliográficas 
1 – World Health Organization (WHO). <https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/cancer>. Acesso em 14 dez 2019.
2 – Bray F, Ferlay J, Soerjomataram I, Siegel RL, Torre LA, Jemal A. Global cancer statistics 2018: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. CA Cancer J Clin. 2018 Nov;68(6):394-424.
3 – Instituto Nacional de Câncer (INCA). <http://www1.inca.gov.br/estimativa/2018>. Acesso em 14 dez 2019.
4 – Instituto Nacional de Câncer (INCA). <http://www1.inca.gov.br/estimativa/2018/mapa-prostata.asp>. Acesso em 14 dez 2019.
5 - Bray F, Ferlay J, Soerjomataram I, Siegel RL, Torre LA, Jemal A. Global cancer statistics 2018: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. CA Cancer J Clin. 2018 Nov;68(6):394-424.

0 Comentaram :

Postar um comentário

TOPO

Instagram